sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Deus sempre fala conosco.

 

SEXTA

Ontem, falei para uma pessoa que tinha esquecido a consulta de meu filho, na sexta passada. Essa pessoa me respondeu “inacreditável, como pode isso isso, é muita coisa para você pensar.” Na minha inocência respondi: “é mesmo, estou com muitas coisas para cuidar e pensar.” E, daí veio a perola: “É, decidir a hora de ir a academia e do shopping, não é mesmo fácil”.

 

Gente, do fundo do meu coração, como alguém pode falar isso para outra pessoa???? Eu sempre ensino meus filhos a não falarem nada que possa magoar alguém. Será que uma pessoa que fala isso não pensa que a outra pessoa vai se magoar? ou será que quer justamente magoar????

 

Na minha pobre maneira de viver, eu não consigo pensar que uma pessoa possa querer magoar a outra por livre espontânea vontade, pois para mim isso é maldade. E a maldade, para mim, não deve, jamais, ser uma maneira de agir, de falar, de pensar.

 

Chorei muito, muito mesmo, tive vontade sumir. Eu corro o dia todo, cuido de quatro, porque além do marido e dos dois filhos também tenho que cuidar de mim.  Além de lembrar dos meus compromissos pessoais eu tenho que lembrar e agendar os compromissos de mais 3. Não tenho sábado, não tenho domingo, não tenho descaso noturno, não tenho descanso semanal (e nem falar em remunerado), não tenho férias, nunca tenho tempo para mim, porque eu sempre deixo as minhas coisas por último.

 

Eu estou esgotada, não estou dando conta das coisas que eu tenho que fazer, eu vou levando tudo enrolado, fazendo como dá. E, é óbvio, não somos super mulheres, por isso não dá conta de fazer tudo como tem que ser.

 

Eu me forço ir na academia todos os dias, uma hora, não porque tenho tempo livre, mas porque preciso. Preciso por dois motivos, primeiro para emagrecer e depois porque por toda essa vida que eu levo, o estres é tanto, que acabo somatizando e transformando em dores generalizada. Mas, um ser humano não pode fazer nada que o outro não pode fazer que já é  taxado de folgado, de madame ou coisas desse tipo.

 

Bom, mas Deus é grande. Eu estava super desanimada, tomei um banho e fui deitar, liguei a televisão e não sei porque estava em um canal de religião, passando um Pastor falando, e a primeira coisa que ouvi foi “perdoe a pessoa que te magoou, Deus fala isso, o problema é com a pessoa que te magoou e não com você, essa pessoa vai ter que prestar contas com Deus, perdoe-a, não guarde mágoa em seu coração, pois o problema não é com você”.

 

Deitei e fiquei ouvindo o pastor falar, ele estava falando desse salmo:

 

“Clamei a Deus com a minha voz, a Deus levantei a minha voz, e ele inclinou para mim os ouvidos.

No dia da minha angústia busquei ao SENHOR; a minha mão se estendeu de noite, e não cessava; a minha alma recusava ser consolada.

Lembrava-me de Deus, e me perturbei; queixava-me, e o meu espírito desfalecia. (Selá.)

Sustentaste os meus olhos acordados; estou tão perturbado que não posso falar.

Considerava os dias da antiguidade, os anos dos tempos antigos.

De noite chamei à lembrança o meu cântico; meditei em meu coração, e o meu espírito esquadrinhou.

Rejeitará o SENHOR para sempre e não tornará a ser favorável?

Cessou para sempre a sua benignidade? Acabou-se já a promessa de geração em geração?

Esqueceu-se Deus de ter misericórdia? Ou encerrou ele as suas misericórdias na sua ira? (Selá.)

E eu disse: Isto é enfermidade minha; mas eu me {lembrarei}) dos anos da destra do Altíssimo.

Eu me lembrarei das obras do SENHOR; certamente que eu me lembrarei das tuas maravilhas da antiguidade.

Meditarei também em todas as tuas obras, e falarei dos teus feitos.

O teu caminho, ó Deus, está no santuário. Quem é Deus tão grande como o nosso Deus?

Tu és o Deus que fazes maravilhas; tu fizeste notória a tua força entre os povos.

Com o teu braço remiste o teu povo, os filhos de Jacó e de José. (Selá.)

As águas te viram, ó Deus, as águas te viram, e tremeram; os abismos também se abalaram.

As nuvens lançaram água, os céus deram um som; as tuas flechas correram duma para outra parte.

A voz do teu trovão estava no céu; os relâmpagos iluminaram o mundo; a terra se abalou e tremeu.

O teu caminho é no mar, e as tuas veredas nas águas grandes, e os teus passos não são conhecidos.

Guiaste o teu povo, como a um rebanho, pela mão de Moisés e de Arão.
Salmos 77:1-20

 

Dormi no colo de Deus. Ainda estou magoada com a pessoa, pois acho que não merecia ouvir isso. Mas compreendi que não adianta eu esperar valorização de ninguém, pois ninguém vai olhar para mim e me valorizar, essa valorização tem que vir de mim mesma e que devo me preocupar somente com Deus e em cuidar e amar os meus familiares.

 

Graças a Deus, não me afoguei em um pode de doce de leite, afinal, estou no meio de uma TPM o que deixa qualquer gota d’agua, uma tempestade. Obrigada, meu Deus.

 

assinatura-blog_thumb_thumb